Danielle Garcia questiona compra de aventais e botas pela Prefeitura de Aracaju

Danielle Garcia questiona compra de aventais e botas pela Prefeitura de Aracaju

A delegada e pré-candida a prefeita de Aracaju, Danielle Garcia, foi entrevistada através de uma live por Rosalvo Nogueira, do portal Hora News, na noite de quarta-feira, 13. Durante a sua participação, a delegada questionou a compra de EPIs por parte da Prefeitura de Aracaju.

Segundo o Portal da Transparência da Prefeitura, foram adquiridos 100 mil aventais descartáveis manga longa pelo preço total de R$ 2.330.000,00, com a unidade custando R$ 23,30. Além disso, será contratada uma outra empresa para a entrega de 200 mil propés a um custo unitário de R$ 3,00. As empresas que irão fornecer o material são importadoras que, provavelmente, devem trazer o material de outro País.

“Aqui em Sergipe temos várias empresas que se reinventaram para produzir esses EPIs. Não seria mais justo que as empresas locais pudessem produzir e entregar o material para a Prefeitura? Consultei algumas indústrias e o avental de TNT feito aqui em nosso Estado custa em média 18 reais, e ainda prestigiaríamos a mão de obra do sergipano”, alertou a delegada Danielle Garcia.

Mas não existe planejamento na gestão da Prefeitura de Aracaju e no Governo de Sergipe. As decisões que são tomadas não passam por avaliação de especialistas e não são baseadas em fatos que tragam resultados positivos. “É um verdadeiro descaso e desrespeito com o dinheiro público. Não temos um gabinete de crise instalado e as decisões são meramente marqueteiras”, afirmou Danielle.

“Estamos deixando de gerar emprego e renda para centenas de famílias daqui do nosso Estado. As nossas indústrias estão passando por grandes dificuldades, demitindo pessoas, fechando as portas. Então, para ajudar a economia local, deveríamos priorizar a compra de materiais produzidos em Sergipe”, reforçou Danielle.

Hospital de Campanha

A delegada voltou a alertar para as investigações relativas à montagem do Hospital de Campanha da Prefeitura de Aracaju. “O hospital de campanha ainda é uma dúvida. Esse recurso que eles estão usando para o hospital é federal? Então eles precisam dar explicações para a Polícia Federal e o Ministério Público Federal. Vamos aguardar essa investigação”, disse Danielle.

Ainda durante a entrevista, Danielle Garcia afirmou que o fato dela ser delegada e ser pré-candidata a prefeita tem assustado bandidos. “Meu objetivo é fazer o que tem de ser feito. Que dificuldade o político tem de fazer o que é correto? Se você tem caráter e ética, deveria estar na política. O fato de eu ser delegada de Polícia não assusta o cidadão de bem, assusta os bandidos”, finalizou.

Da assessoria – apud Fax Aju

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *